História do Mister Bus

HISTÓRIA DO MISTER BUS

Meu dados

Eu, Ricardo Teixeira, 51 anos,  Contagem, Grande BH, pertinho do Barreiro, parte da minha vida, sou natural de João Monlevade, solteiro, corro em prol dos meus objetivos, seja no trabalho, nas corridas, etc.

A minha história com os ônibus

Comecei a gostar de ônibus desde criança, mas, naquela época não tinha brinquedo.  Então fazia ônibus com caixas de fósforo, de caldos, de maços de cigarros, com tempo apareceu as Kombis e eu os transformava em ônibus, e de lá pra cá coleciono miniaturas, folders, revistas, recortes jornais e o meu ônibus de cabeça surgiu em 1999, quando houve a 1a. Volta da Pampulha, uma corrida de 18 km de.O ônibus que uso na cabeça é um brinquedo de plástico, comprado em lojas de brinquedo e a arte é feita pelo computador. Tenho ônibus urbano e rodoviário.

Tipos de ônibus

Por gostar de ônibus, sou um dos busólogos, conheço tipo de modelo de ônibus, carroceria, motor, pois os ônibus acompanham a tecnologia igual dos carros. Os ônibus urbanos têm vários modelos como comum, padrão de até 3 portas, articulado ou biarticulado(um emendado no outro), os de piso-baixo, que visam uma melhor acessibilidade aos idosos, pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida. Os ônibus rodoviários podem ser comum, de luxo ou double-decker, aqueles de 2 andares, hoje os ônibus rodoviários competem com os aviões a nível de preço e conforto. Os motores são vários: Scania, Volvo, Mercedes, Volkswagens, etc. Os modelos de carrocerias são Marcopolo, Caio, Mascarelo, Neobus, Busccar, Ciferal, Irizar, etc.

O transporte coletivo de BH

Atualmente BH têm mais de 3 mil ônibus, sendo mais de mais da metade são adaptados com elevador, todos têm espaço reservados para idosos, pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida e para os cadeirantes, a maioria operam com motor dianteiro, outros no meio ou traseiro. Hoje são mais de 1.500 mil usuários que usam o transporte coletivo diariamente, com pagamento em dinheiro ou cartão, sendo esse último os usuários são beneficiados com pagamento de 1/2 tarifa no 2o. ônibus, dentro de 1:30, além dos ônibus serem integrados com o Metrô e outros ônibus. O Metrô de BH faz um percurso de 30 km , da Estação Eldorado até Estação Vilarinho, são 19 estações, sendo 5 integradas com ônibus, mais de 190 mil usuários por dia.

O meu trabalho com o transporte

O meu interesse por informações de ônibus começou em 1985, quando houve a 1a. mudança do sistema transporte coletivo da Grande BH, boa parte das linhas que eram bairro/centro viraram linhas bairro a bairro, então me interessei neste tipo de informações, decorar as cores, números, itinerários e pontos. Em 1997 houve outra mudança com a municipalização do transporte de BH, com a criação da BHTRANS, órgão que gerencia o transporte e trânsito da capital mineira onde trabalho, houve mudança nas cores dos ônibus, numeração e criação de novas linhas, e como é de praxe acabei decorando. Para ficar atento as informações fico atento a internet, recortes jornais, tv, revistas, tudo quanto é tipo de informação.

Atendimento ao Usuário

Com o tempo me especializei em atender os usuários nos ônibus, pontos e estações e pelo celular, por e-mail, visando esclarecer dúvidas de deslocamento por ônibus  que em algum bairro, clube, cemitério, hospital, etc, além de ajudar na travessia, pedir que os demais usuários respeitem os lugares dos idosos nos ônibus, pois sou multiplicador do curso “Eu Respeito”, que visa conscientizar operadores e usuários do transporte coletivo de BH a importância de respeitar os lugares reservados para idosos, pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida. Atualmente atendo uma média de 30 pessoas por dia por telefone, por e-mail e no corpo a corpo.

Um trabalho respeitado

Hoje o meu trabalho é reconhecido por diversos órgãos de transportes, sindicado como o SETRABH, Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de BH, pelos empresários de ônibus, pela população e pela imprensa. Gosto do que faço com muito carinho e dedicação e tenho recebido inúmeros elogios pelos meus trabalhos por e-mail, por telefone ou pessoalmente quando encontro com as pessoas no trânsito.

O guia Mister Bus

Em janeiro/1996, com a perda do emprego, tive que partir para criatividade, fazer folhetos com horários e itinerários de ônibus, depois fiz o 1o. guia para o Barreiro com todas as linhas da região, e quando houve a mudança dos ônibus de BH, em 1998 fiz um guia para a cidade inteira e outros para todas as cidades da Região Metropolitana, começou com o nome Guia Bus e hoje, por motivos particulares mudei para Mister Bus, além do guia tenho o site www.misterbus.com.br, com diversas informações como Atend. Usuário, Aeroportos, Rodoviária, Estações BHBUS, Trens, Táxis, Metrô, Bairros, Itinerários, Horários, Educ. Trânsito, mapa do Centro de BH com mais de 100 pontos de referência e muito mais, ambos os guia e o site foram elaborados por mim. O guia com informações atualizada está à venda nas bancas do Centro de BH.

Multiplicador pela Educação para o trânsito

Desde quando começei a fazer o guia e folhetos educativos em janeiro/1996 sempre me interessei por educar, orientar as pessoas sobre a importância de respeitar as leis de trânsito para evitar acidentes, quando posso estou nos cruzamentos da cidade alertando motoristas e passageiros a usar o cinto de segurança, inclusive nos bancos de trás dos veículos, não usar o celular na direção, não estacionar nos passeios, pontos de ônibus, faixas pedestres, etc. Trabalho a diversidade do trânsito, seja motoristas e passageiros em geral, operadores de ônibus, transporte suplementar, transporte escolar, taxistas, motociclistas, ciclistas, pedestres, usuários de ônibus, etc.

Trabalho educativo nas empresas de ônibus

Até o momento já ministrei palestras em quase 30 empresas de ônibus de BH, um curso de capacitação visando um melhor atendimento ao usuário, segurança no trânsito e a maioria dos operadores aviaram meu desempenho como bom ou ótimo. Até 2004 nenhum motorista de ônibus urbano de BH usava o cinto de segurança, devido um acidente que teve no final desse ano, cujos 2 ônibus bateram de frente um e dos veículos tinha o cinto de segurança, e no meu ponto de vista se o motorista estive usado o equipamento os transtornos eram menores. Então, a partir de 2005 e com o trabalho educativo que faço nas empresas, por telefone, por e-mail mudei o comportamento da maioria dos motoristas de 40 empresas, a maioria já usam o cinto de segurança. Outro trabalho que faço com os operadores de ônibus é observar se há irregularidades no trânsito, se estão operando com portas abertas, a falta do uso do cinto de segurança, se estão parando próximo ao meio-fio, se estão respeitando a sinalização, se estão atendendo bem os usuários, etc.

Mister Bus nas Corridas de Rua de BH

Além de prestar informações aos usuários de ônibus, ser responsável pelo guia e site Mister Bus, também sou atleta, corredor desde 1982, me destaquei entre 1991 a 1994, e hoje corro por lazer, sem compromisso de resultados, oriento as pessoas os benefícios da corrida e caminhada, com distribuição de folhetos nos eventos. Já participei de provas importantes como a Maratona de BH, Maratona do Rio, Maratona de Blumenau, Meia Maratona do Rio, Volta da Pampulha, São Silvestre e as do Circuito O2 por Minuto que acontece em BH.  Desde 2008 a capital mineira está sendo palco das corridas de rua, a cada fim de semana há 2 ou 3 competições, reunindo em cada competição mais de 1000 atletas, há provas de todos os gostos, preços, e premiação e cada um com seu objetivo seja ganhar, chegar bem ou apenas participar. Entre os benefícios desse esporte são: sair das drogas, do fumo, do sedentarismo, do stress, da depressão e outros problemas de saúde, ajuda no perda do peso, aumenta a resistência cadiovascular, respiratória e muscular,  para socialização, etc.  Em julho/2007 fui vítima de bala perdida na Praça Sete, um local famoso de BH, por um policial, cuja a bala disparou acidentalmente, fiquei com fratura exposta, de cadeira de roda, de muleta, já recuperei e estou de volta nas ruas,  isso mudou a minha vida para melhor. Apesar que nas leis de Deus a gente tem que perdoar as pessoas. Participo da maioria das competições que acontecem em BH e após as provas distribuo calendário das corridas que acontecem aos atletas, nas academias, lojas de esportes, pistas-cooper, etc. Meus melhores tempos nas provas são: 5 km – Corrida bairro Boa Vista (15:35), 10 km – 7ª. Rústica Copa do Povo/1989(31:55), 10 Milhas Circuito Athenas/BH – 2010 – (1:09:00), Meia Maratona Jornal Estado Minas/1989 – (1:11:20), Maratona Blumenau – SC/1992 – (2:31:02). Hoje corro pro lazer, para qualidade de vida, sem compromisso de resultados, mas dou o melhor de mim. Corro uma média de 5 a 10 km por dia, aliado à musculação e alimentação balanceada.

 Reconhecimento

Graças o meu conhecimento no  transporte e trânsito trabalho na BHTRANS, na Gerência de Educação para o Trânsito, desde março 2002, como educador de trânsito, além de exercer várias tarefas da gerência, faço trabalho educativo no trânsito, nas empresas, e fora da BHTRANS o meu trabalho continua como educador antes e depois do trabalho e aos fins de semana, pois sou multiplicador pela  Educação no trânsito, que visa orientar a todos a terem um comportamento seguro no trânsito e hoje tem apoio do SETRABH(Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de BH), entre outras.

Trabalho de cidadania e gentileza urbana

Sempre que posso oriento as pessoas a terem boas atitudes no dia a dia, visando uma melhor convivência, como nessa época de chuva. Na medida do possível envio mensagens aos meus contatos por e-mail e nas redes sociais, pois podemos ser mais cortês, gentil, praticar gentileza urbana para tornar um mundo melhor. Então, que tal aproveitar a estiagem das chuvas e limpar as calhas dos telhados, desentupir os canos, as bocas de lobo; limpar o quintal, os passeios, as vias; jogar o lixo no lixo e não nas vias, bueiros e córregos, pedir as prefeituras a fazer serviço de tapa-buracos nas vias esburacada através do fone e e-mail, ser solidário com as pessoas que perderam  tudo doando roupas e calçados em bom estado de conservação, material de higiene e limpeza, apoio com palavras para levantar a auto-estima daqueles que perderam tudo, etc.

Mister Bus na imprensa

Desde quando começei a trabalhar com o transporte ou corrida o meu trabalho sempre foi divulgado na imprensa seja em jornais, tv, revistas, rádios, sites, e aqui alguma mídia que já divulgaram o meu trabalho: Rede Globo Minas, Rede Globo a nível nacional, TV Record, Rede Minas, Diário do Comércio, Estado Minas, Aqui, Super, O Tempo, Diário da Tarde, Rádio Itatiaia, Rádio Favela, Rádio Liberdade, Rádio 98 FM(Programa Graffite), TV BH News, Jornal do Barreiro, Correio Barreirense entre outras. Uma das minhas aparições foi no Programa do Jô, em 25/04, veja minha entrevista no  meu site ou no You Tube(Mister Bus no Programa do Jô), é a 2ª. Entrevista que foi muito boa e divertida, e no ano passado fui um dos 113 Motivos para amar BH com sendo entrevisto na revista Veja, edição Aniversário de BH. Atualmente, com a tecnologia,  colaboro com informações de transporte, trânsito e corridas  pelas redes sociais e pelo whatsapp de quase toda a imprensa.

Conheça meus trabalhos no www.misterbus.com.br, Facebook(Mister Bus), Orkut(Mister Bus), Twitter(@misterbusbh), Blog no jornal O Tempo(www.otempo.com.br/blogs ) ou digite Mister Bus no Google ou Youtube.

Tchu, tchu, bibi(freiada e buzinada do ônibus)

www.misterbus.com.br ou nas redes sociais Misterbus ou Misterbusbh

Ricardo Teixeira/ Mister Bus

Fone: (31) 99828-5500